quinta-feira, 30 de abril de 2009

Delírios risíveis


John chega ao fim da rua estreita, para na esquina movimentada e abre a mochila de couro surrado à procura de seus cigarros. Percebe que do outro lado da rua vem uma amiga dos tempos que tocava violão em uma banda. "Maria ou Amelie?" - Pensa confuso acendendo o cigarro. Era ruiva, vestia um vestido vermelho e andava rápido em sua direção. "John quanto tempo!" - Diz a mulher ao abraçá-lo. "Seu aniversário não foi ontem?" - Pergunta cabulada pela falta de animação do amigo. "Sim, completei 34 longos invernos" - Diz soltando fumaça pela boca. Ao terminar a dolorosa frase que diz ao mundo sua idade, a ruiva, Maria ou Amelie, some da frente de John como a fumaça que acabara de soltar.

[Texto e pitura meus . :)]

12 Opiniões:

gerson oliveira disse...

gostei, até dava pra continuar e ficar melhor :)

Ademerson Novais disse...

Um pedaço de vida...é bom quando colocamos estes pedaços para fora...

Bem mais gostaria de falar tb do post anterior....nossa muito bom...minutos antes de ter caido aqui tinha escrito algo parecido lá no meu blog....sobre esta magia que tb eu adoro sempre assistir nos finais de tarde...


Até mais...


Ademerson Novais de Andrade

Tainá Caro disse...

Laços baseados em... nada. Ou em fumaça.

Joyce. disse...

Olá, troquei o link do meu blog (queria diferenciar um pouco, e enfim achei melhor trocar).. mais permanece com os mesmo assuntos e idéias! Depois passa lá e confere ;) http://refleteluz.blogspot.com/

Enquanto ao post, como já foi citado acima, acho que poderia ter continuado, pois ficou bom.. mas como preferiu assim, assim seja (rs)! bjs

Joyce. disse...

*mesmos

Pedro Antônio disse...

Pô, cara!

Você é um artista completo!

Abração.

Pedro Antônio

Lu Paes disse...

Oi, Lucas!

Lindissímo texto! Fumaça ás vezes é mais que nada, é tudo. Tudo do nada, tudo em nada...Minha linha de raciocínio está bem confusa, mas eu só queria dizer que o texto é incrível.
Você me lembrou de uma frase da Clarice Lispector: "que não se esmaguem com palavras as entrelinhas". Acho que você é perfeito, simplesmente (eu disse simples?) por ter entrelinhas que dizem tudo...
E a pintura é linda! Você pinta bem...desperta emoções, enão razões.

Ah, é divertido pensar na frase mais importante do seu vocabulário. `Casa comigo?'nao é exatamente a frase maaais importante. mas está no top10 de frases que eu digo.

E eu nao sei se estou apaixonada. As vezes o mundo dói.

Beijos da Lu Paes!

Diversidade.com disse...

Fazia tempos que não encontrava um blog tão interessante e intenso!

Parabéns querido!

Textos maravilhosos!
imagens puras!

Adorei a vibração daqui!

Um grande bjo!

Luciano Freitas disse...

coisa que notei:

34 longos invernos... todo mundo fala primavera! passou a personalidade do cara em uma única frase, talvez!

demais!

Igor Monteiro. disse...

Oi, muito interessante seu blog, gostei muito, voltarei aqui mais vezes, estou te seguindo hein? Espero sua visita no meu blog, abraços fortes.

DHSS disse...

eu tb acho que dava pra continuar, esticar esse mesmo "pedaço de vida"... já leu "Missa do Galo" do Machado de Assis? É uma estrutura boa... tipo, ler pra crescer mesmo...

prabéns!

Maikon Igor disse...

Merece umna promoção tipo: "Continue a história" muito bom!!