domingo, 2 de maio de 2010

Simples

Tão mais que o riso esquentando a cara
O dia forte com luz  que vaza as folhas
Bem simples o sopro da chuva chegando
Na roda a bola de mil mundos soltos
Sem a preocupação da camisa suja
Pula o muro, cospe a verdade
No cansaço sono verdadeiro
No tombo susto
Na volta criança

5 Opiniões:

Paulo Braccini disse...

simples assim ... a vida como ela é e como deve ser ...

bjux

;-)

Pensamento aqui é Documento disse...

Que delícia de verso.
Na volta, tão curta, compra a ideia da falta de pressa.
E tem-se a sensação de ter vivido uma vida inteira, perdido num paraíso sem ouro, mas que brilhava, brilhava bastante.

Beijos

Kelly Christi disse...

Sua poesia me lembrou um pouco aquela questão da infancia sabe,? em q a gente é feliz e nao liga pra nada...rs bacana, viu?

bjokas

http://www.pequenosdeleites.blogspot.com

Anônimo disse...

This will astonish you!

ZEITGEIST: ADDENDUM

http://www.zeitgeistmovie.com/

Money as debt

http://www.youtube.com/watch?v=vVkFb26u9g8

project camelot magnetic motor

http://www.youtube.com/watch?v=hkgyY47duCM

AMAZING!!

OZONATED WATER: CURE ANYTHING!

http://www.stoptherobbery.com/

Monatomic Gold

http://monatomicgold.co.uk/index.php

Bismarck Bório disse...

É, muito bom, simplicidade nos relatos, complexidade na vida!rs A cara do blog ficou 10, realmente um trabalho de arte! Abraços