domingo, 27 de julho de 2008

O muro.


Policarpo aqui do meu lado me fez escrever bem mais e bem pior do que queria, e todo o texto ficou estupidamente inútil e sem nexo. Fechei a janela do bloco de notas e vim me lamentar.
(...)


Era um texto tão bonito...
Falava de coisas tão sinceras...
A personagem era uma doçura;
Sua morte mais doce ainda.

Ahhhh, o muro!
Elemento cênico fundamental na história que não existe mais. Era de lá que a menina se jogava ao decidir morrer em vez de voltar pra casa.

Do seu pranto ao cair só me sobrou à angústia.

Maldito Policarpo!

Por Lucas Moratelli

3 Opiniões:

Thaís Abdala :) disse...

Adorei o texto (:
Brigada pela visita !
Vou voltar aqui mais vezes, adorei o blog :D
Beijos '

Nany Mckenzie disse...

Pela forma de se expressar.
Beijos.

Nany Mckenzie disse...

Oi,então na verdade eu tenho outro blog que é o :
http://www.contadoresdesonhos.blogspot.com/

E esse doceperigo eu havia feito a um tempo,mas deu um "puta" problema,é me desculpa pela palavra,e tive que refazer esse blog. ¬¬
Deus me ajude! kapososkspoas'

Obrigado pelo "boa sorte".

Beijos.